Uncharted 4 | Um desfecho glorioso para Nathan Drake

Grandioso e Inesquecível

10

Perfeito

Uncharted 4: A Thief’s End finalmente chegou as lojas no dia 10 de maio e com ele, a estreia na atual geração de console da Naught Dog, responsável pela grande obra da geração passada, The Last of Us. Como já era de se esperar, o estúdio acertou mais uma vez!

Antes de falarmos propriamente da quarta aventura de Nathan Drake, precisamos traçar sua trajetória de sucesso, que recolocou a Naught Dog como a principal desenvolvedora de títulos da Sony. Para isso, devemos voltar lá para 2007, no primeiro Uncharted, que somados aos dois jogos seguintes, mostraram muita evolução, tanto em suas histórias, quanto na construção e profundidade de Nathan Drake.

Adicionando a tudo isso, unindo o que a Naught Dog fez com o fenômeno The Last of Us há 3 anos atrás, é claro que a expectativa para a chegada de Uncharted 4 era altíssima, e como dito acima, o estúdio americano acertou mais uma vez!

UNCHARTED4-Nathan

Pois bem, após um pouco mais de 20 horas de jogatina, saiu com a imagem de que Uncharted 4 me fez transbordar de emoção (digamos que também um pouco de suor masculino pelos olhos), com um misto de sensações, entrelaçadas, não somente por ter jogado o MELHOR jogo para o Playstation 4, mas também, por ter visto de forma gloriosa, o encerramento (assim como o título diz) digno de Nathan Drake como protagonista da série Uncharted.

A partir das próximas linhas, entraremos mais detalhes sobre o jogão, portanto, vem com a gente!

Uncharted 4: A Thief’s End – Trailer

A História

Afinal, como levar uma vida normal depois de viver anos em meio a tantas aventuras? É com esse questionamento na cabeça que Uncharted 4 te apresenta um Nathan Drake mais maduro, agora com um emprego sério, casado com a jornalista Elena Fisher, tendo assim como nós, uma vida considerada normal. É a partir dessa introdução que notamos a maior diferença em todos os outros games da série. Uncharted 4 não é mais uma game de ação! E gente, isso foi a melhor decisão para a franquia!

Em uma das mais singelas sequencias de toda a série, podemos observar um pouco da vida de nosso herói, circular pela sua casa, com todas aquelas relíquias antigas, trazidas de suas aventuras, unindo a objetos caseiros, pertencentes a um lar comum. Nathan Drake é mostrado como um humano comum, sem todo aquele plano de heróis por traz. É fazendo essa simples observação que notamos que Drake está dividido sobre o que quer para o futuro de sua vida.

uncharted-4-elena

Sem entregar maiores detalhes sobre a história, o enredo o jogo começa pra valer quandoDrake recebe a visita repentina do seu irmão mais velho, Sam, até então, inédito na franquia. E é de forma maestral, complexa, ao mesmo tempo madura, que a Naught Dog consegue trazer para o jogo diálogos bem trabalhados, fazendo com que de forma natural e em tão curto tempo, sentimos a existência do elo entre os irmãos Drake. Nota-se nesse quesito, a clara influência do The Last of Us. É com base no retorno de Sam, que embarcamos para a grande aventura pirata, atrás do tesouro de Henry Avery.

Gráficos

Sem sombras de dúvidas, não é nenhum exagero afirmar que os gráficos de Uncharted 4 servem como vitrine máxima para os jogos desta geração, e não estou falando apenas de consoles. É incrível notar o capricho da Naughty Dog na produção dos personagens. Fisionomia, expressões faciais, que se estende para os cenários, que saindo um pouco da linearidade, está muito mais aberto. É quase que impossível não se vislumbrar o capricho da produção em escala colossal. O mesmo acontece com cenários mais fechados, tendo um preenchimento detalhado e bem minucioso de cada objeto presente na sua tela.

Uncharted-4_drake-sully-farm1

O visual quando você está no controle de um veiculo ou mesmo pendurado entre as rochas são ainda mais especiais. As marcas na lama, os tiros no para-brisa, as pedras rolando conforme você desliza sobre o barrancos são incríveis, tornando a experiencia visual ainda melhor.

Jogabilidade

Uncharted: Drake Fortune, o primeiro jogo da franquia, foi um marco para os jogos de terceira pessoa lá em 2007. Desde então, os games foram evoluindo, mas é em Uncharted 4, que a Naught Dog atinge seu ápice! O polimento nos movimentos do pakour são notados logo nos primeiros minutos. Sem precisar inovar em tecnologia, os combates corpo a corpo ganharam também uma grata novidade: Os Movimentos Stealth.

Pegando o melhor de Metal Gear V, agora é possível eliminar boa parte dos inimigos de forma sorrateira, e é aqui que mais uma vez notamos a referencia obtida pela experiencia nos combates corpo a corpo em The Last of Us.

u4-mad-ledge-pull-2500x1406

Outra novidade bacana fica por conta do novo apetrecho de Drake. Nosso herói agora possui um gancho, que serve, não apenas se deslocar na tela, mas também como um ótimo recurso de ataque surpresa.

Multiplayer

Apesar de divertido, o modo multiplayer de Uncharted 4 é de longe o que menos me agradou, podendo ser facilmente melhorado se tivermos adição de modos durante o tempo. Por ser focado totalmente em um modo competitivo, o game perde um pouco em um aspecto que gostava muito, que eram os modos cooperativos, que desde o segundo jogo da franquia me divertia muito. Mas se você é daqueles que gosta mesmo dessa competição acirrada, o multiplayer de Uncharted 4 traz inovações interessantes para o jogador, que vão desde invocações espirituais, até atiradores espalhados pela tela para te ajudar.

2832436-5484483448-27948

Tirando a questão cooperativa, os modos online são basicamente os mesmo dos outros jogos, mas com as inovações listadas acima e para os adeptos da jogatina do combate corpo a corpo, se torna uma boa opção para aqueles que desejam prolongar a vida útil de Uncharted 4.

Conclusão

Uncharted 4: A Thief’s End é sim a despedida de Nathan Drake. O quarto título da franquia fecha todas as pontas soltas nos outros jogos da série e com isso, a Naught Dog consegue mais um vez superar todas as expectativas dos jogadores ao entregar não somente uma superprodução, com referencias importantíssima de The Last of Us, mas acima de tudo, um grandioso e inesquecível jogo!

uncharted4

Aliado a todos os itens listados em nossa analise, Uncharted 4 não somente é o mais marcante da série, mas definitivamente, o melhor jogo disponível para o Playstation 4, e na opinião de quem vos escreve, candidato e provável vencedor do prêmio de melhor game de 2016. Esse ano, não tem pra ninguém!

Siga o Game Squad nas Redes Sociais:

http://www.facebook.com/superbitworld Facebook
https://www.twitter.com/sbwyuri Twitter
https://plus.google.com/111045897833203964475 Google+
Uiconstock-Socialmedia-InstagramUiconstock-Socialmedia-InstagramInstagram_logo-2Instagram