Red Dead Redemption II – Um pouco do que achamos até agora

Red Dead Redemption II é um dos games mais aguardados da atual geração e não é pra menos! Seu antecessor lançado originalmente para o PlayStation 3 e Xbox 360 foi aclamado pela crítica e pelo público por todos os pontos que o envolvem: desde a trilha sonora, quanto os gráficos, a dublagem, a jogabilidade e a história, reforçando a credibilidade da Rockstar Games. No MetaCritic, o primeiro “Redemption” teve 95% em aprovação.

Pensando nisso, decidimos sintetizar algumas novidades interessantes do Red Dead Redemption II nesse artigo, se iniciando com o modo multiplayer, que será totalmente online. Este será lançado apenas em novembro em um estágio beta ao público, e vai misturar a história do modo principal com jogabilidade co-operativa.

O interessante desta modalidade é que haverá um modo em que os personagens sentarão em uma mesa da madeira rústica, podendo disputar duelos de poker e variações do Texas Hold´em.

“Os jogadores poderão explorar sozinhos ou facilmente juntarem-se a amigos para competirem ou trabalharem juntos. Queremos aproveitar ao máximo o mapa do jogo, assim como todos os aspectos de um cenário do século XIX que tornam Red Dead Redemption 2 único e divertido”, disse Imran Sarwar, diretor de design da Rockstar North, em entrevista a IGN norte americana.

Além disso, a história se passa antes do primeiro, contando a trama do bandido Arthur Morgan, um membro da gangue Van der Linde. A jogabilidade de mundo aberto, com cenários amplos e bem detalhados, têm um alto nível de interação de personagens e grande variedade de NPCs, podendo encontrar várias surpresas. O jogo mais rico da Rockstar nesse ponto, até agora.

Os vários habitats e climas de Red Dead Redemption II são o lar de cerca de 200 espécies de animais, pássaros e peixes, os quais se comportam e respondem ao seu ambiente de um jeito único. Veados, bisões e antilocapra atravessam as planícies em grandes rebanhos, catadores de maneira muita rápida farejam carniça, salmões saltam para cima, lobos agem em bandos e envolvem suas presas, gansos voam em formações definidas, gambás morrem, roedores correm nos buracos das árvores… Todos eles fazem parte de um ecossistema complexo e precisam lutar continuamente por seu lugar na cadeia alimentar

Não parando por aí, o jogo é possivelmente um dos mais belos dessa geração, com variedade de cenários, incluindo desertos, florestas, cidades, sempre procurando remeter a ambientação e ao clima de “faroeste”. A ideia possivelmente é ser uma espécie de Grand Theft Auto com essa temática, podendo ter a jogabilidade tanto em primeira pessoa quanto em terceira.

Indicado inicialmente para três prêmios, incluindo “jogo mais esperado” e “mais procurado” pelo The Game Awards e Golden Joystick Awards, respectivamente. Muito provavelmente será considerado o “jogo do ano” em muitos websites no final de 2018.

Já diversos especialistas, incluindo Mat Piscatella, acreditam que este será o jogo mais bem sucedido comercialmente de 2018 que é quase como ganhar numa loteria mega sena ultimamente, devido aos lucros que isso causará, superando títulos de peso como Call of Duty: Black Ops 4, Battlefield V e Fallout 76. A expectativa leva em consideração o sucesso do primeiro game, que foi um dos mais vendidos da sétima geração de consoles, com mais de 15 milhões de unidades. Todavia, o grande “oponente” do jogo acaba sendo Marvel’s Spider-Man que já detém o título de jogo exclusivo de Playstation mais vendido na história.