Microsoft muda sua política e Kinect não será obrigatório no Xbox One

Depois de rever as políticas de jogos usados e conectividade 100% online, a Microsoft decidiu tornar o Kinect opcional no Xbox One. Até então, o acessório que detecta instruções por voz e os movimentos dos jogadores era item indispensável na utilização do console, que não funcionaria se ele não estivesse conectado.

A novidade foi revelada por Marc Whitten, Vice Presidente da divisão Xbox, em uma sessão do Ask Microsoft Anything – Pergunte a Microsoft. Ao deixar de se tornar obrigatório, o jogador poderá jogar o Xbox One sem as funções do acessório, como o reconhecimento facial do jogador e os comandos de voz.

A revelação é apenas mais um capítulo da significativa reversão da estratégia da Microsoft para a próxima geração. Logo após a E3 2013, a Microsoft anunciou que o seu plano de restrição a jogos usados e conectividade online não seria mais colocado em prática. Com o Kinect se tornando opcional, a Microsoft iguala o Xbox One ao PlayStation 4, restando apenas a questão do preço, que ainda possui uma diferença significativa de 100 dólares.

Entretanto, com o acessório opcional, a Microsoft pode facilmente criar um pacote mais barato sem ele, podendo ser ainda mais competitiva no mercado da próxima geração.

Você pode até ter reclamações referentes a Microsoft, seu posicionamento, suas políticas, etc… Mas nunca poderá falar que ela não escuta o cliente.

IGN