Life is Strange, uma experiência marcante na arte de rebobinar o tempo!

Uma experiência inesquecível!

10

Perfeito

Quando foi lançado, no incio do ano passado, Life is Strange, game desenvolvido pela produtora Dontnod e publicado pela Square Enix, apresentou através de episódios (5 ao total), uma nova experiencia de jogos de vídeo-game, pegando a mesma premissa de jogos estilo Adventure, onde as escolhas tomadas pelos jogadores terão consequências futuras, como o já consagrado Heavys Hain e os jogos da Teltalle como The Walking Dead e Game of Thrones.

Diferentemente dos jogos citados acima, Life is Strange traz um ingrediente a mais ao estilo: a possibilidade de rebobinar o tempo e modificar suas ações. Baseado no fenômeno chamado de Efeito Borboleta, pertencente à complexa Teoria do Caos, onde o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, dessa forma, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo, permite que o jogador possa rebobinar o tempo e usar isso a seu favor, é claro, que cada ação, trará uma consequência futura.

OK, uma premissa dessa e uma analise quase 1 ano após seu lançamento? Pois é, vamos explicar. Life is Strange infelizmente saiu sem localização nacional, isto é, sem legendas em português, o que forçaria o jogador a ter no mínimo um inglês muito bem polido, para que entenda e possa embarcar na aventura proposta pelo jogo. Como jogador, mesmo que tenha um inglês suficiente para o jogo, preferi esperar, pois já haviam abaixo assinados por boa parte do público para a produtora Dontnod pudesse lançar algum update que trouxesse as tão sonhadas legendas ao jogo. E não é que o apelo dos fans deram resultado! No dia 19 de janeiro de 2016, foi liberado um patch de correção do jogo e juntamente com ele, as aguardadas legendas em português, fazendo com que finalmente pudesse obter a experiencia que buscava com o jogo.

Life is Strange 1

Voltando ao jogo, Life is Strange traz a protagonista Maxine “Max” Caulfield, que descobre que tem a habilidade de voltar no tempo.  O jogo abre o enredo com Max em meio a uma tempestade, com um gigantesco tornado destruindo toda a cidade de Arcadia Bay. Inesperadamente, Max retorna para uma  sala de aula, onde é aluna de fotografia, onde finalmente podemos sentir um pouco do que esta por vir. Logo de partida, podemos explorar todo o ambiente da sala de aula, como verificando objetos, conversando com outros alunos e é claro, tirando fotos (limitado a determinada ações feitas pelo jogador).

life_is_strange

Após toda exploração inicial, Max acaba presenciando um assassinato, fato esse que faz com que a nossa protagonista, em um momento de tensão, consiga rebobinar o tempo pela primeira vez no jogo, retornando à sala de aula no início da história, observando que os fatos que ela está presenciando já havia acontecido. É assim que finalmente iniciamos a nossa trajetória. A partir desse evento, adiciona ao um misterioso desaparecimento de uma estudante, a a vida de Max e de outros personagens passam por uma série de mudanças, sempre decididas pelo próprio jogador.

Life is Strange 2

Por ser uma personagem complexa e extremamente bem desenvolvida, Max é um exemplo de um “nerd” moderno, onde por diversas vezes, podemos vê-la citando referencias do mundo geek. Mas ela não está sozinha dessa jornada. Life is Strange traz para os jogadores, diversos personagens secundários ricos em personalidades, e entre elas, a favorita de muitos jogadores, Chloe, melhor amiga de Max, e fator fundamental para a evolução da personagem no jogo.

Por serem tão ricos, os coadjuvantes muitas vezes tem o seu desenvolvimento surpreendente, tornando o desenrolar da trama totalmente imprevisível, proporcionando diversas surpresas e muitos mistérios que cercarão todo o enredo do jogo.

Life is Strange 3

E o brilho de Life is Strange está justamente aí! O jogo consegue fazer com que o jogador se aproxime do jogo, queira fazer parte da história, criando um vínculo afetivo para com os personagens, com suas ideias e frustrações, tão bem transparecidas, fazendo com que em muitos momentos, você se identifique com muito do que é mostrado. Devido a complexidade de cada personagem, cabe a nós jogadores, manter o interesse eles, puxando conversas, perguntando sobre suas vidas, bem parecido com o que acontece com a gente, em nossa vida real.

life_is_strange___max_and_chloe___sfm__by_mrjimjamjamie-d8n6jr9

Tirando todo a enredo polido e os personagens complexos, o jogo possui controles fácies, com o foco principal na ação de rebobinar o tempo, tudo isso ao apertar apenas um botão.  Além de belíssimos gráficos, totalmente aquarelados, a cinemática do jogo é totalmente inspirada pelo cinema independente, onde as câmeras e ângulos fazem com que o jogador possa sentir todo o peso dramático do jogo. Por fim, o destaque mais que especial fica pra trilha sonora. Que trilha… que pegada! Com músicas basicamente ao som de voz e violão, a trilha sonora consegue trazer uma sintonia única para o jogo!

Life is Strange 4

É claro que Life is Strange não é perfeito e possui suas falhas, principalmente na falta de sincronia entre falas e os movimentos labiais dos personagens, que mostra um pouco do investimento baixo que o jogo teve. Mas fique tranquilo, nada disso atrapalha a diversão e a experiência proporcionada por Life is Strange!

LifeIsStrange-2-screen54

Mesmo não sendo um título AAA, Life is Strange  prova de que somente diversão e bons gráficos não são tudo para se levar em consideração quando o assunto é um bom game! O jogão está disponível para PlayStation 4, PlayStation 3, Xbox 360, Xbox One e PC. Não deixe de experimentar!

Siga o Game Squad nas Redes Sociais:

http://www.facebook.com/superbitworld Facebook
https://www.twitter.com/sbwyuri Twitter
https://plus.google.com/111045897833203964475 Google+
Uiconstock-Socialmedia-InstagramUiconstock-Socialmedia-InstagramInstagram_logo-2Instagram